Dudu Nobre, Sinfônica, Orquestra Anelo e Escolas de Samba de Campinas se unem em Homenagem a Zé Keti

Lagoa do Taquaral é um dos pontos turísticos de Campinas/Foto: Clovis Cordeiro

Compositor Zé Keti/arquivo pessoal

A homenagem da Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas ao centenário do compositor Zé Keti reuniu o cantor Dudu Nobre, a Orquestra Anelo e as Escolas de Samba de Campinas. A produção foi ao ar no youtube nesta terça-feira, dia 16, às 12h20. A música escolhida foi o clássico Máscara Negra. A gravação está disponível no canal do Youtube Cultura Abraça Campinas (https://www.youtube.com/c/CulturaAbra%C3%A7aCampinas/videos).  

Segundo a secretária municipal de Cultura de Campinas, Sandra Ciocci, a reunião de talentos para essa homenagem expressa o respeito e a admiração que o artista inspira. “A música de Zé Keti ultrapassa os limites do tempo e representa um dos marcos de excelência da música popular. Nada mais apropriado que uma iniciativa como essa no ano do centenário do nascimento desse grande compositor”, afirmou.  “Cantar Zé Keti, que é um dos grandes nomes do samba e da música popular brasileira, é uma satisfação enorme. Fico feliz de participar de um projeto tão agregador como esse, tão necessário também nesse momento de pandemia. Tive o prazer de conhecer Zé Keti e fiquei muito honrado com tudo isso”, disse Dudu Nobre.   O cenário da gravação foi a obra “Viva a Música”, do artista plástico Rogério Pedro.  

Colaborações  

A produção reuniu participações gravadas remotamente de Dudu Nobre, no Rio de Janeiro; do Instituto Anelo, dos ritmistas das escolas de samba, assim como dos diversos naipes da Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas, composta de cordas, madeiras, metais e percussão. Os registros foram editados e mixados em Campinas.  

 “Um chileno regendo samba foi uma grata surpresa em minha carreira profissional”, afirmou o maestro Victor Hugo Toro, da Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas.  

Para Luccas Soares, fundador e coordenador geral do Instituto Anelo, o projeto é a realização de um sonho. “O Instituto Anelo sempre teve interesse em uma parceria com a Sinfônica. Foi muito bom começar o ano com esse convite muito especial. É uma honra participar e esperamos fazer muito mais coisas com a Orquestra daqui pra frente”, afirmou. 

 “Foi uma sensação única. Fizemos o nosso melhor e creio que quem assistir vai gostar do trabalho”, afirmou o mestre de bateria Michel Henrique de Morais Furtado, que participou da gravação.

Para o presidente da Liga Independente das Escolas de Samba de Campinas (Liesca), Edson Jóia, a união de todos foi a marca dessa gravação. “Estamos juntos nesse momento difícil da pandemia e esse trabalho mostra o esforço de todos em defesa de um futuro melhor”, disse.  

 Zé Keti  

Nascido em 1921 no Rio de Janeiro, José Flores de Jesus, o famoso compositor Zé Keti, é um dos principais compositores populares nacionais. Foi pedreiro, feirante e exerceu muitos ofícios no decorrer da vida, mas foi a música que o imortalizou. Zé Keti é autor de obras primas como Máscara Negra, A Voz do Morro, Opinião, Diz que Fui Por Aí, Acender as Velas, entre tantos outros clássicos da música nacional. Seu nome está profundamente ligado à história da Escola de Samba Portela, do Rio de Janeiro. Zé Keti faleceu em 1999 na cidade em que nasceu.  Máscara Negra foi composta para o Carnaval de 1967. Essa marcha rancho foi gravada pelo próprio compositor e também por Dalva de Oliveira. A música venceu o Primeiro Concurso de Músicas para Carnaval, criado pelo Conselho Superior de MPB do Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro.

Read Previous

Prefeito toma posse como presidente da 33ªJunta do Serviço Militar

Read Next

Artigo: 8 tendências tecnológicas para acompanhar de perto em 2021

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *